quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Evocação do Dia Internacional das Vítimas do Holocausto – 26 de janeiro


É importante que se lembre, pelo menos anualmente, o terror nazi instalado na Europa, entre 1939 e 1945.
Por isso a Biblioteca Escolar e o Grupo de História do AEFN comemoraram o Dia Internacional das Vítimas do Holocausto. Foram realizadas duas exposições: uma documental sobre a vida de Anne Frank e sobre o Holocausto, que ficou patente no Hall da Escola Pintor Mário Augusto e outra sobre o campo de concentração de Auschwitz na BE Cristina Torres. Durante a manhã, foram lidos poemas relativos a esse período histórico e foram projetadas imagens da casa de Anne Frank na Holanda (que lhe serviu de refúgio durante o seu exílio), foram criadas estrelas de David em cartolina amarela, que os alunos envergaram ao longo do dia. Acenderam-se velas, em memória das vítimas do Holocausto. Na BE Cristina Torres foi criado um PPT sobre a História de Anne Frank com uma visita virtual ao anexo secreto. À tarde, os alunos puderam visionar filmes (dos muitos que existem) sobre este período histórico: “O rapaz do pijama às riscas” na Pintor Mário Augusto e “A vida é bela” na Cristina Torres. Os alunos não deixaram de demonstrar emoção perante as imagens que viam.

PESES em ação

O Programa de Educação para a Saúde e Educação Sexual (PESES) completa este ano o seu 10.º aniversário.
A sua ação assenta nos princípios de que a promoção da saúde é um processo de desenvolvimento permanente e de que o processo educativo e a promoção da saúde contribuem para o desenvolvimento de capacidades e aquisição de competências de cada indivíduo, para se confrontar positivamente consigo próprio e com o meio, construir um projeto de vida, desenvolver hábitos saudáveis e exercer plenamente a cidadania.
A atividade do PESES ao longo desta primeira década tem sido intensa e profícua. Contudo, para além do envolvimento dos coordenadores, dos docentes e outros intervenientes, uma larga fatia do seu sucesso não teria sido possível sem a valiosa colaboração das múltiplas entidades que aceitaram o desafio de serem nossas parceiras, sendo de relevar as equipas de Saúde Escolar (USP - Unidade de Saúde Pública, UCCFM – Unidade de Cuidados na Comunidade Farol do Mondego e URAP – Unidade de Recursos Assistenciais Partilhados) e diversas Associações com provas dadas na sua área de intervenção – a saúde, nas suas múltiplas vertentes. Associações como a Fernão Mendes Pinto, Viver em Alegria, Grupo de Instrução e Sport (GIS) e Ex-Aequo são disso exemplo e o corrente ano letivo não é exceção.

Desde o início do ano, foram já implementadas ações comemorativas, que incluíram diversas atividades (Dia do Obrigado, Dia mundial da alimentação, Dia internacional da pessoa com deficiência) e têm estado a decorrer ações de formação, com realização de sessões informativas e debates sobre os vários temas a abordar no âmbito do Projeto de Educação para a Saúde e Educação Sexual, a saber:

- Ação “Comportamentos de risco e dependências” – dinamizada pela equipa de rua da Associação Fernão Mendes Pinto e destinada aos alunos do 11.º ano e abordando esta temática (já concluída);

- Programa “Ser para crescer” – dinamizado pela associação Viver em Alegria, envolvendo todas as turmas do ensino secundário e centrado na construção de novas estratégias e metodologias para o combate ao abandono escolar, formação ao longo da vida e inserção profissional.

- Projeto “+ Contigo” – dinamizado pela UCCFM e centrado nos alunos das turmas D e E do 9.º ano e A, B e C do 10.º ano, abordando a prevenção do suicídio juvenil, mediante a promoção da autoestima e a prevenção dos comportamentos de risco associados.

Entretanto, estão já calendarizadas ou em fase de calendarização outras ações que irão decorrer nos próximos meses, merecendo destaque as seguintes:

- Sessões de “Educação/Orientação Sexual” – da responsabilidade da UCCFM, destinada a todos os alunos do Agrupamento e versando as múltiplas vertentes desta temática.

- “Violência no namoro e papéis de género” - dinamizada pela Associação Fernão Mendes Pinto, Subordinadas aos temas da igualdade de género e violência no namoro, bem como as escolhas profissionais condicionadas aos papéis tradicionais de género.

- Programa “Trilhos” - da responsabilidade da associação Grupo Instrução e Sport, para as turmas 7.º B e C e incidindo sobre a prevenção dos comportamentos de risco em crianças, jovens, famílias e comunidade;

- Programa “Eu e os Outros” – igualmente da responsabilidade da associação Grupo Instrução e Sport, para a turma 8.º D e incidindo sobre a temática do divertimento.

- Projeto “Quero crescer forte” – dinamizado pela UCCFM e URAP e destinada às crianças dos JI de Cova da Serpe e Ferreira-a-Nova, visando o desenvolvimento de atividades lúdicas com vista à aprendizagem e à descoberta ativa de ensinamentos nas áreas da alimentação, afetos, saúde oral e atividade física.

- Projeto “Semáforo” - dinamizado pela UCCFM e destinado aos alunos das turmas B e D do 10.º ano, que culmina num debate aberto sobre questões sobre educação sexual previamente selecionadas pelos alunos. 

- Projeto “Água e Saúde” – a realizar pela USP, envolvendo os alunos do 1.º ciclo.

Também para o resto do ano serão ainda dinamizadas diversas outras ações constantes do plano de atividades, abordando temas tão variados como ações de educação ambiental, de planeamento familiar e métodos contracetivos e suporte básico de vida, um passeio de cicloturismo, uma caminhada no agrupamento, a iniciativa “Dar Sangue”, bem como comemorações do Dia da Terra, Dia Mundial da Dança e Dia Mundial da Voz. Outras iniciativas não planeadas poderão ser ainda implementadas, se pertinentes e exequíveis.

A Hora do Conto - ler para ser


Entre outras atividades, ao longo do mês de janeiro continuou-se com “A hora do Conto” nas EB1 do Agrupamento de Escolas Figueira Norte.
Quinzenalmente, a professora bibliotecária da Escola Pintor Mário Augusto visita cada uma das oito escolas do agrupamento. A rotina já se encontra instalada e os alunos demonstram muito agrado com esta atividade. A promoção da leitura junto das crianças mais novas tem vindo a provar que os livros são divertidos, nos ensinam e que é muito bom ler. As leituras realizadas têm sempre algo a ver com a época do ano, com efemérides, estações do ano, valores e atitudes que pretendemos incutir nos nossos alunos.
Neste sentido, foram lidos na primeira quinzena os livros: “Abre com muito cuidado” e “A árvore generosa”. Na segunda quinzena, as leituras foram: “Maruxa” e “A maior flor do mundo”. Normalmente, o primeiro livro é para divertir e fazer rir e o segundo, para pensar. Os valores são uma prioridade nas mensagens que se pretendem transmitir. Apesar da sua pouca idade, os alunos têm reagido bem às propostas de leitura apresentadas. 
Relativamente ao projeto “O Livro vai à Escola”, os carrinhos de livros da Biblioteca Escolar já começaram a chegar às escolas neste 2º Período.

domingo, 28 de janeiro de 2018

Clube de Jornalismo divulga actividades do Agrupamento de Escolas Figueira Norte
O jornal online Figueira Na Hora e o Clube de Jornalismo, coordenado pela professora Silvéria Ramos, iniciam uma colaboração mais estreita e vincada no sentido de divulgar as diversas actividades do Agrupamento de Escolas Figueira Norte (AEFN).
NATAÇÃO...
Continuar a ler

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Concurso Literário "A Ética na Vida e no Desporto"

Vai já na sua VI edição este concurso, dirigido aos alunos do ensino secundário, que tem como objetivo estimular a produção de trabalhos escritos, relacionados com a Ética na Vida e no Desporto. 
O prazo de apresentação dos trabalhos decorre entre 1 de março e 30 de abril de 2018.
Toda a informação sobre o concurso aqui


segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Corta-Mato Distrital do Desporto Escolar

Realizou-se no dia 19 de janeiro, no Parque das Abadias, o Corta-Mato Distrital do Desporto Escolar. 
Esta é a maior e mais emblemática prova organizada pelo desporto escolar de há muitos anos para cá. Ao Parque das Abadias afluíram cerca de dois mil alunos provenientes das escolas do distrito de Coimbra.
O nosso agrupamento esteve representado por duas equipas: uma da Escola Cristina Torres e outra da Escola Pintor Mário Augusto.
Os nossos alunos tiveram um comportamento cívico e desportivo exemplar. Endereçamos a todos os nossos parabéns pelo seu empenhamento.



domingo, 21 de janeiro de 2018

Carolina Oliveira Fernandes. 16 anos. Lançadora de Peso.

Muito temos falado do Desporto Escolar (DE) e do orgulho que temos, enquanto comunidade escolar, nos nossos atletas-alunos.
Entre as várias modalidades que se incluem na oferta do Desporto Escolar no AE Figueira Norte, está o Atletismo. Uma das nossas atletas nesta modalidade é a Carolina Fernandes, inscrita para participar na prova de Apuramento Nacional de Atletismo para a ISF Gymnasíade 2018. Trata-se da maior prova internacional de Desporto Escolar – na última edição contou com a participação de 1700 atletas de 37 países – que decorre entre 2 e 9 de maio, em Marraquexe (Marrocos), e na qual Portugal estará representado nas modalidade de Atletismo e Natação.
Para sabermos mais sobre esta aluna, o Clube de Jornalismo foi entrevistá-la.

A Carolina – ao centro – no pódio do Nacional de Juvenis 2018 – Desporto Federado

A Carolina teve o primeiro contacto com o Desporto Escolar no 5.º ano, quando entrou para a EB 2/3 Pintor Mário Augusto. Pela mão do professor Fonseca Antunes, iniciou a sua carreira no Lançamento do Peso, confessando a atleta que o docente «achou, e com razão, que seria aquilo em que [se] sairia melhor em termos de resultados».
A escolha foi, sem dúvida, acertada e hoje a atleta pratica paralelamente desporto federado e desporto no âmbito do DE. Da sua carreira, de já alguns anos, destaca a conquista do Recorde Nacional de Lançamento de Peso em Pista Coberta (2013), no seu último ano no escalão Infantil. Sublinha também alguns títulos de Campeã Nacional e o facto de ter sido selecionada para representar a Federação Portuguesa de Atletismo para a prova «Portugal-Espanha» no ano civil transato.
Quando questionada acerca desta possibilidade de participar na ISF GYMNASÍADE 2018, a atleta afirma que é uma grande honra só o facto de ser convocada para o apuramento nacional e destaca o carácter internacional da prova - «pois não é sempre que se pode participar numa prova como esta», diz.
Pedindo-lhe que enunciasse o que mais gosta no Desporto Escalar, a Carolina falou do convívio que proporciona entre alunos-atletas de vários pontos do país e da promoção de hábitos de vida saudáveis, com a prática regular de desporto, ou seja, acima de tudo, do espírito que se vive no Desporto Escolar, apelando à participação de todos os alunos.
Para terminar, falou-nos ainda da Prova de Atletismo de Pista Coberta, que decorreu no passado dia 11 de janeiro, em Pombal: apesar de ter ganho, a atleta mostrou-se um pouco insatisfeita com a marca obtida.
Um muito obrigado à Carolina pela entrevista e também os votos de muito sucesso na sua carreira de atleta!
Gonçalo Margato (Clube de Jornalismo)
Foto cedida pela aluna

Obrigado, Ana

No dia 19 de janeiro a aula de Educação Física do 11º F foi diferente.
Como convidada esteve a professora Ana Esteves, antiga aluna da nossa escola, a ajudar a preparação da coreografia escolhida pelos alunos no âmbito do Módulo de Dança.
É sempre um privilégio e uma alegria rever antigos alunos.


O 8º Ano visita a UC


No dia 19 de janeiro, as turmas do 8º A e 8º E do Agrupamento de Escolas Figueira Norte realizaram uma visita de estudo ao “Paço das Escolas” da Universidade de Coimbra, acompanhadas pelas professoras bibliotecárias, respetivamente, da Escola  Cristina Torres e da Escola Pintor Mário Augusto. Esta deslocação inseriu-se no âmbito do programa “Rota das Bibliotecas”, iniciativa da rede concelhia de  bibliotecas escolares da Figueira da Foz.
Os alunos puderam contactar com vários estilos arquitetónicos durante a visita, cujo roteiro começou no Paço Real, com passagem pela Sala de Armas, Sala dos Atos/Capelos ( antiga Sala do Trono), Sala do Exame Privado, Capela de S. Miguel (patrocinada por D. Manuel) e terminou na Biblioteca Joanina, expoente do Barroco português. Os habitantes noturnos desta biblioteca, os morcegos, que protegem os cerca de 40 mil livros dos insetos bibliógrafos, não quiseram denunciar a sua presença, talvez por a visita se ter realizado numa luminosa tarde de inverno.

Desporto Escolar - 1º Torneio de Ténis da Fase Distrital

No passado dia 16 de janeiro, os alunos do grupo equipa de ténis do Agrupamento de Escolas Figueira Norte participaram no 1º torneio de ténis da fase distrital, que decorreu no complexo desportivo de ténis da cidade de Cantanhede.
A nossa equipa teve uma boa prestação, contando com dois primeiros lugares nos escalões de INICICIADOS FEMININOS E INFANTIS B MASCULINOS. E os alunos de iniciação conseguiram o segundo e quarto lugar.
Todos os alunos estão de parabéns pelo seu empenhamento e uma boa atitude desportiva.


PROJETO “O Mar – esse (des) conhecido”

No âmbito do Projeto do Agrupamento de Escolas Figueira Norte “O MAR…ESSE (DES)CONHECIDO”, os alunos Beatriz Oliveira, Ricardo Curto e Tomás Camarinho, do 8º D, foram ao Centro de Formação Profissional das Pescas e do Mar, For-Mar, acompanhados pela professora de Português, fazer algumas perguntas ao senhor diretor, comandante Rui Marques.
Os alunos questionaram o senhor comandante sobre as áreas de formação do Centro, as saídas profissionais, as idades dos formandos, o reconhecimento dos cursos no mercado de trabalho, os polos de formação do For-Mar e, finalmente, perguntaram: “ O que é o mar para o senhor comandante?”.
Depois do questionário e da conversa extremamente amigável, os alunos e a professora foram convidados a visitar as instalações e o local onde é feita a venda do peixe, ao chegar do mar.

Tanto a professora como os alunos ficaram a saber mais sobre as atividades profissionais ligadas ao mar e agradecem a amabilidade e a simpatia com que foram recebidos neste Centro de Formação da Figueira da Foz.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Acróstico

As minhas férias de Natal correram bem e mal
Sonhei com a magia do Natal e com o falso Pai Natal.

Mantive muita alegria com a família que só se ria.
Ia-me divertir mais no Natal com os meus amigos bestiais.
Não gostei mesmo nada de ter ficado internada.
Haveria um melhor Natal sem o meu pai mascarado de Pai Natal.
Adorava ter um Ano Novo muito bom.
Só não gostei principalmente do meu pai ter estado doente.

Fui ver os foguetes no Ano Novo e foi maravilhoso.
É lindo um Natal muito especial e internacional.
Rimos muito, foi bom estar com a minha família.
Ia a casa da Andreia e ela ia também à minha.
Abri muitos presentes alegres e sorridentes.
Sempre me diverti a pensar nas prendas que recebi.

Diverti-me demasiado com o meu cão safado.
E odiei totalmente este Natal diferente.

Num Natal especial ninguém leva nada a mal.
Adorei o Ano Novo com um amigo novo.
Tive a família toda ao pé de mim; foi divertido, sim!
Adorei receber a fábrica gira que faz magia acontecer.
Livros para ler foi um presente que adorei receber.

Autora: Lara Taipina
4º ano

E. B. 1 Castanheiro

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Desporto Escolar do AEFN - Natação


Decorreu no dia 17 de janeiro, nas Piscinas Municipais de Mira, o 1º Encontro Local de Natação do Desporto Escolar.
O AEFN inscreveu 42 alunos, o maior número, até ao momento, de participações do Agrupamento em provas de natação.
Foi uma jornada de salutar convívio desportivo e social, que permitiu a muitos alunos a primeira experiência competitiva em natação.

O próximo encontro será dia 7 fevereiro em Montemor-o-Velho.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Clube de Solidariedade


Com o objetivo de proporcionar um natal mais feliz e operacionalizar assim os valores da solidariedade e partilha, foram entregues cabazes de Natal a 9 alunos do Agrupamento de Escolas Figueira Norte, que frequentam a Escola EB 2,3 Pintor Mário Augusto. Esta prática, que ocorre no final do 1º período, já é uma tradição no nosso Agrupamento; apesar de promovida pelo Clube de Solidariedade, conta com a colaboração dos professores e funcionários desta Instituição.
Foi também promovida pelo Clube a Campanha “Presente de Natal Solidário”, com o objetivo de oferecer Presentes de Natal a todas as crianças e jovens institucionalizados na Casa da Criança de Santo António e Associação Novo Olhar.
A entrega dos presentes concretizou-se na Associação Novo Olhar, no dia 3 de janeiro, e na casa da Criança da Criança de Santo António, no dia 10 de janeiro. Esta última, presenteou os participantes com uma Festa de Reis acompanhada de um magnífico lanche.
Para além desses presentes, O Clube de Solidariedade fez também a entrega de roupa e calçado.
A todos os que colaboraram nestas iniciativas, Muito Obrigado!
          

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Pelos Caminhos da História…

No âmbito do programa de Estudo do Meio, os alunos do 3.º ano da E.B. 1 de Maiorca estão a ter aulas diferentes! Fruto da articulação entre o aluno do 11.º ano da Escola Sede, Gonçalo Margato, e a professora titular de turma, Olga Ferreira, os alunos vão ter quatro horas de uma formação – Pelos caminhos da História - que tem como principais objetivos promover a preservação do património histórico e cultural entre os mais jovens e promover a participação ativa na sociedade dos alunos do nosso agrupamento. 
Estas atividades, que começaram no passado dia 12 de janeiro, incluem visitas ao centro histórico da Vila de Maiorca, momentos de exposição e de síntese de conhecimentos e a exploração de tradições e costumes da região (no recinto escolar).
Não deixa de ser interessante pensar que a área que atualmente integra o Agrupamento de Escolas Figueira Norte pertenceu integralmente (exceto a freguesia de Tavarede), no século XIX, ao extinto concelho de Maiorca.
Esta e muitas outras curiosidades serão exploradas pelos meninos e meninas do 3.º ano da EB1 de Maiorca, permitindo que fiquem com ideias mais globalizantes acerca da evolução e do passado do meio que os rodeia e que, noutros tempos, rodeou os seus antepassados!

Gonçalo Margato
(Clube de Jornalismo)

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Dia Internacional do Obrigado

O Dia Internacional do Obrigado ocorre a 11 de janeiro. Esta palavra de oito letras é essencial nas relações de cordialidade do nosso quotidiano. Porque a escola não é só para aprender matérias, mas também para formar o caráter e desenvolver práticas de cidadania, a escola Cristina Torres investe na formação humana dos seus alunos, ensinando-os a valorizar e a agradecer pelo que de bom têm na sua vida. Numa iniciativa da biblioteca escolar, neste dia do Obrigado, foram publicadas mensagens de agradecimento redigidas pelos alunos, reveladoras das excelentes qualidades que os caraterizam.
                         Aos nossos alunos, MUITO OBRIGADO!
Eu agradeço aos meus pais por me amarem e fazerem de mim uma melhor pessoa.

Eu agradeço aos meus professores por serem um modelo a seguir.

Eu agradeço a uma pessoa especial por me fazer sorrir todos os dias… quer nos maus, quer nos bons.

Eu agradeço por ter uma irmã que eu adoro e que me adora.

Eu agradeço por ter nascido num país magnífico, belo, e digo isto porque vejo e sinto que não há guerras, nem fascismo.

Agradeço por ter sempre comida no prato, por poder dormir numa cama boa, por ter família e amigos, por ser livre.


Atletismo do AEFN


No passado dia 11 de janeiro deslocaram-se a Pombal as equipas de Desporto Escolar na modalidade de Atletismo para participarem no Torneio de Pista Coberta. 

Realizaram-se as seguintes provas: 60m, 600m e 800m, salto em comprimento, salto em altura e lançamento do peso, abertas a todos os escalões etários.

Participaram 38 alunos do AEFN de forma muito empenhada, com obtenção de resultados muito satisfatórios.

A todos os atletas participantes PARABÈNS!

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Parabéns AEFN


Está de parabéns o Agrupamento de Escolas Figueira Norte com a seleção de três projetos que se candidataram à 15ª Edição do Prémio Fundação Ilídio Pinho - Ciência na Escola (2017/2018), sob o tema “A Ciência na Escola ao Serviço do Desenvolvimento e da Humanização”.

Os três projetos selecionados para a fase de desenvolvimento são os seguintes:

- Bê-á-bá das árvores autóctones para TODOS! (do 2º escalão, 1º ciclo)

- A(mar) o MAR - um sustentável olhar sobre o Mar (do 5º escalão, Ensino Secundário)

- Sal Vegetal - Passaporte para a saúde! (5º escalão, Ensino Secundário).

As listas dos projetos selecionados estão disponíveis em:

https://www.fundacaoip.pt/2018/01/10/listas-dos-projetos-selecionados-pelo-juri-regional-para-a-fase-de-desenvolvimento/

Desporto escolar – corta-mato

Decorreu no dia 10 de janeiro, no parque das Abadias, a prova de Corta-Mato Municipal de S. Julião, em que participaram 39 alunos da EPMA e 51 da ESCT.

Resultados mais relevantes:

    - 1500 masc.

                        Diogo Cunha - 1º (EPMA)

                        Guilherme Patrício - 3º lugar (EPMA)


   - 2500 masc.

                        Rodrigo Martins - 6º (ESCT)

   - 3000 masc.

                        Bruno Rama - 2º (ESCT)

                                                                                                    Rafael Pereira - 3º (ESCT)


    - 1000 Fem.

                        Leonor Sousa - 9º (EPMA)

    - 2000 Fem.

                       Beatriz Pereira - 1º (EPMA)

    - 2500 Fem.

                       Mariana Silva - 3º (ESCT)

                       Patrícia Ferreira - 5º (ESCT)



Esta prova permitiu selecionar os alunos das duas escolas para o Corta-Mato Distrital do Desporto Escolar, que decorrerá no dia 19 de janeiro, no parque das Abadias, das 10h30 às 14h00, e que reunirá cerca de 2000 alunos do Distrito de Coimbra.

"da imensa ausência"

Quando aqui não estás
o que nos rodeou põe-se a morrer
a janela que abre para o mar
continua fechada só nos sonhos
me ergo
abro-a
deixo a frescura e a força da manhã
escorrerem pelos dedos prisioneiros
da tristeza
acordo
para a cegante claridade das ondas
um rosto desenvolve-se nítido
além
rasando o sal da imensa ausência
uma voz
quero morrer
com uma overdose de beleza
e num sussurro o corpo apaziguado
perscruta esse coração
esse
solitário caçador
                           Al Berto (nasceu a 11 de janeiro de 1948 e morreu a 13 de junho de 1997)   
Al Berto nos tempos em que vivia na Bélgica
(Foto: Cortesia de Vicente Alves do Ó) 

sábado, 6 de janeiro de 2018

Visita de estudo


No dia 4 de janeiro, as turmas do 12º ano dos cursos científico-humanísticos da Escola de Cristina Torres participaram numa visita de estudo, a Lisboa, no âmbito da disciplina de Português.

Assim, no período da manhã, divididos em três grupos e orientados por um guia, na Fundação Calouste Gulbenkian, alunos e professores visitaram a exposição “Artes e Letras no Modernismo Português”. Todos puderam observar diversas obras de escultura e de pintura, do início do século XX, associadas à ideia de modernidade e de reinvenção de valores estéticos, em interação com textos como oManifesto Anti-Dantas, de Almada Negreiros, ou o poema "Mar Português", de Fernando Pessoa, entre outros. Puderam ainda observar as primeiras edições de revistas e de livros publicados na época. De tarde, a visita teve início na Fundação José Saramago (Casa dos Bicos) onde foi feita uma breve abordagem à vida e à obra de José Saramago. Depois, seguiu-se um percurso literário pedestre, inspirado na obra O Ano da Morte de Ricardo Reis, tendo sido revisitados todos os locais de Lisboa, frequentados pelas personagens intervenientes na obra, onde decorreram as ações mais marcantes. Um dos grupos teve o privilégio de ser guiado pelo professor Miguel Real, um escritor e investigador premiado e reconhecido, que dispensa apresentações.
Os objetivos da visita foram atingidos. Além do incremento da relação entre pares, cada um dos participantes olhou, mesmo que por instantes, para as diversas formas de arte não como objetos isolados entre si, mas como manifestações humanas que ajudam a refletir, a cimentar o espírito crítico e a formar cidadãos mais competentes.






Crónica do mês - janeiro

É um exagero!

Todas as luzes, todas as placas, todas as músicas, todas as empregadas e empregados…

Época de saldos é um exagero!

Em cada loja que entro, dou de caras com uma empregada mal-humorada e que refila com uma outra, ou até com um cliente. Pois, coitada! A quantidade de gente que aqui vem! 

O stress das lojas para pôr etiquetas de saldo em cada peça, em cada objeto mais inútil, mas que servirá para alegrar alguma alma que o quiser trocar por pedaços de papel e metal colorido, a que chamamos dinheiro, é verdadeiramente infernal!

Nestas alturas de enchentes, os centros comerciais só são um bom sítio para um tipo de pessoas muito particular: os escritores. É infindável o número de histórias que por ali vagueiam perdidas, escolhendo ou arrumando roupa, servindo ou bebendo café…

Por isso é que eu venho aqui e me sento nas cadeiras da gelataria, apreciando a vida destes transeuntes, imaginando as suas histórias…

Vejo ali um arrumador de carrinhos de compras, com cara atroz, que podia bem estar a preparar um atentado contra este centro comercial, mas na realidade está só a imitar o vilão do filme que viu horas antes, com o filho Tiago, de 7 anos e meio. Bem mais ao fundo do corredor dou de caras com duas orientais, conversando alegremente. Parecem felizes, mas, na realidade, aquele é só um disfarce. São duas espias que perseguem um outro indivíduo mais à frente, que aprecia, com grande deleite, uma máquina de café, ou a senhora do cartaz ao lado da máquina, com um vestido encarnado, justo e decote profundo.

Mas tudo isto é um grande exagero, não é verdade?
Camila Gonçalves 
(Clube de Jornalismo)

O mar na literatura portuguesa


Durante a última semana de aulas do 1.º Período, os alunos das turmas A, B e C do 11.º ano e da turma A do 12.º ano tiveram aulas de Português diferentes: a professora Clara Nunes desafiou os seus alunos a realizarem interpretações plásticas e/ ou audiovisuais de um ou vários poemas que escolhessem. Todas as atividades se enquadram no tema aglutinador do AEFN para este biénio e, por isso, esses poemas partilham uma mesma temática – o mar – e uma mesma língua – o português.

Consequentemente, a semana foi passada a selecionar ideias, idealizar projetos e a partir para a sua realização: pintando, desenhando, escrevendo, colando e recortando, selecionando músicas e excertos de textos emblemáticos da nossa literatura, de modo a que se conseguissem interpretações e ilustrações únicas de uma ou mais composições poéticas que remetem para essa temática mais que recorrente na história e na literatura portuguesas.

Os trabalhos começados esta semana (visíveis nas fotografias) irão sendo continuados ao longo dos próximos meses e o objetivo final é conjugar de forma harmoniosa todos os projetos e expô-los para toda a comunidade, de modo a que possam ser apreciados por todos!

Gonçalo Margato 
(Clube de Jornalismo)

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Recomeça….
Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.
E, nunca saciado,
Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar e vendo
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças…
Miguel Torga

(Fotografia de Paulo Rascão in http://24.sapo.pt/vida/artigos/as-orquideas-do-senhor-pekka#&gid=1&pid=1)

Publicação do momento

Sessão de sensibilização - “História da Cultura Cigana”