sexta-feira, 27 de abril de 2018

25 de abril na PMA


Toda a escola Pintor Mário Augusto recordou o 44º aniversário do 25 de abril. No hall da escola, nos corredores das salas e na biblioteca escolar estiveram expostos materiais diversos sobre este acontecimento da História de Portugal. Muitos cravos vermelhos e pombas brancas (símbolo da paz e da liberdade) estiveram a decorar a escola. Foi criado um jogo com perguntas sobre o Estado Novo e o 25 de abril de 1974, que foi feito na biblioteca e no exterior junto de alunos e professores. Toda a comunidade escolar recebeu marcadores com cravos vermelhos e poemas sobre o 25 de abril, entre eles da autoria de Sophia de Mello Breyner Andresen, Manuel Alegre e Zeca Afonso. Os alunos puderam pintar cravos e fazer labirintos a caminho da liberdade. No dia 24 de abril ouviu-se, na biblioteca escolar, música de intervenção portuguesa, para além das senhas da revolução e músicas pós-revolução. 
Nos dias 23 e 24, a professora bibliotecária foi às salas de aula do 6º ano ler o livro “O tesouro”, de Manuel António Pina, que fala do “país das pessoas tristes” (Portugal antes do 25 de abril) e do tesouro (a liberdade que lhe tinha sido roubada). 
É bom lembrar esta época histórica junto dos nossos alunos, para que nunca mais deixem fugir o seu “Tesouro” (a liberdade).

Sem comentários:

Enviar um comentário