sábado, 21 de abril de 2018

O ataque à Síria e a leitura do livro “Que luz estarias a ler”

O ataque à Síria no sábado de 14 de abril foi causador de maior destruição e mortes entre as principais vítimas da guerra: as crianças. Com este mote, e na proximidade da visita à nossa escola do escritor João Pedro Mésseder, foi lida na Escola Pintor Mário Augusto, nas turmas do 5º e 6º ano e na EB1 do Castanheiro, o livro “Que luz estarias a ler”, cujo texto é de Mésseder e as ilustrações de uma jovem figueirense, Ana Biscaia.
Assim, partindo do tema do livro, os bombardeamentos em Gaza em julho e agosto de 2014, retratou-se a situação atual que se vive na Síria.
A história fala de uma menina e de um menino que viviam em Gaza e que sofrem os bombardeamentos. Tudo fica destruído e coberto de pó, mas sob os escombros uma menina recolhe os livros que se encontram perdidos. Ela questiona-se que livro o seu amigo, Kalil, estaria a ler quando morreu. Na verdade, Kalil dizia que lia, durante a guerra, porque os livros lhe traziam luz. Daí o título do livro.
Este é um livro que deve ser lido por todas as crianças, para que desde cedo se envolvam em ações de paz, contrariando a força destruidora da guerra.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Publicação do momento

LEITURAS PARA FÉRIAS